sábado, 31 de outubro de 2015

Travessuras de um gnomo

Oi Daniele, tive um sonho muito estranho, e quero compartilhá-lo com você! Ok, vamos lá!

   
Sonhei que estava deitado em minha cama, ouvia barulhos embaixo da cama. Fui ver, para matar a curiosidade, e adivinha o que vi? Um GNOMO! Ele era mais ou menos verde, com roupinhas medievais (parecido com o Tibério das crônicas de spiderwick). Então quando ele viu que eu o observava, saiu correndo e se escondeu.

         Então corri para a cozinha, vi que ele pulou no sofá e virou um gato (idêntico a minha gata) ai eu peguei pelo couro e fui procurar minha gata para ter certeza que não era ela. Então peguei a minha gata e o suposto "clone", ele pulou e me lembro de que apareceu o meu hamster,  não sei se ele que se transformou no hamster ou o hamster verdadeiro que estava ali ,(tenho um gato e um rato, não me julgue) não me lembro direito o que aconteceu a partir daí, mas em seguida eu acordei com um trovão.  Estava chovendo muito forte, então comecei a ouvir um tipo de batidas: TOC TOC TOC, eu olhei em volta do quarto e não vi nada... Eu acho que o barulho vinha em direção da minha escrivaninha, acho que vinha de trás próximo ao guarda-roupas, a primeira coisa que me veio a cabeça foi esse sonho maluco, e quando o barulho passou eu voltei a dormir. Não sei se foi realmente um gnomo ou a chuva lá fora... Ou talvez a minha imaginação..


- Lucas


Link do meu blog:

  http://olivrodascriaturasmagicas.blogspot.com.br/

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

O Secreto Mundo Dos Elfos

Eu prometi e cumpri! Taí o bendito livro de elfos que eu tanto falei! Quem desenhou e editou a capa foi o desenhista Júnior Menezes. Eu adorei todas as ilustrações dele e decidi que ele é quem deverei ser o capista do meu livro - não só desse, mas de todos os outros que vierem, no futuro - . Você pode encontrar o livro na Amazon, no Agbooks ou na Perse (a versão impressa).
         Neste livro, eu falo sobre os elfos da escuridão e da luz, ensino contatá-los e também falo um "pouquinho" da minha experiência com estas criaturas. Vale ler o livro se você tem alguma curiosidade sobre elfos ou gosta dessas criaturas de orelhinhas pontudas. 
           Os elfos da capa são baseados nos elfos que vejo em meus sonhos, a elfa é a Marina - só que um pouco mais elegante, maquiada e vestida ao estilo Taylor Monsem - .

Sinopse:

Em várias culturas, em diferentes épocas, os elfos têm sido amados e temidos, e graças a Tolkien, eles se tornaram populares, mas será que os elfos sempre foram assim tão bonzinhos e perfeitos? Surpreenda-se com uma faceta sombria desses seres, até então, conhecida por poucos.



Pré venda pela Amazon:
ISBN  978-85-8196-745-5




quarta-feira, 26 de agosto de 2015

O que fazer com as sobras de materiais utilizados em um ritual


  A Camila já tinha me perguntado isso, uma vez e eu respondi, mas agora senti a necessidade de fazer este post, caso alguém tenha a mesma dúvida que ela – o que seria compreensível, afinal - . Então, depende muito do material usado no feitiço ou ritual. Se for um copo ou prato ou mesmo uma vasilha, você pode lavar e usar normalmente, como de costume. Eu sempre deixo de molho em água com sal grosso para limpar qualquer energia que possa ter ficado impregnada. Se for material descartável, como sobras de cera de velas ou incensos, pode jogar no lixo. Se for comida, pode enterrar. Eu sei que é estranho enterrar comida, mas é preferível a comer ou a jogar no lixo. Se você deu a comida como uma oferenda aos Elementais, por exemplo, precisaria da permissão deles para consumir depois, mas eu considero que uma vez dado a eles, é deles! Ou seja, você deu, está dado e ponto. Como bem se sabe, não é aconselhável comer da comida das fadas, tampouco beber da bebida delas. Caso contrário, você pertence a elas (além da vida e da morte, ou seja, entrega a sua alma a elas). Jogar comida fora é um pecado quando há tantas pessoas passando fome por aí, então, pense na melhor maneira de se livrar da comida oferecida às fadas. Muitas pessoas preferem colocar em um pratinho daqueles de aniversário e deixar num parque, ao pé de uma árvore. É uma ideia... Mas, fazer isso com muita frequência não me parece legal. O jeito é repensar nas oferendas. Eu mesma gosto mais de oferecer mel, sucos e balas aos elementais. Pois é bem mais fácil de se desfazer disso depois.

      No caso de flores, você deve deixá-las ao pé de uma árvore frondosa ou enterrá-las e pedir aos devas da natureza para transformarem aquela planta, dando-lhe uma nova vida. Isso demonstra o seu respeito e gratidão para com as ninfas. Se, infelizmente, não tiver mesmo como enterrar as flores murchas, aconselho que as enrole num jornal antes de desfazer delas. O importante aqui é ser respeitoso mesmo depois do ritual, não apenas antes ou durante ele.

   Se assim como eu, você tem o costume de dar moedas douradas aos elementais, será mais prático guardá-las num cofrinho que enterrá-las a todo momento. Elementais adoram possuir coisas. Não os veja como seres gananciosos, mas como crianças que adoram colecionar objetos. E, eles tem um carinho especial por tudo o que possuem, especialmente, se tratar-se de um presente. Por isso, eles cuidam mesmo e custam a se desfazer de qualquer pertence que possuam.
     Você pode comprar um cofrinho pequeno e consagrar para determinado elemental. Então, sempre que puder, deposite algumas moedas. Pode fazer um tipo de trato, se quiser. Propondo ao elemental, lhe dar dinheiro quando conseguir dinheiro com a ajuda dele. Mas atenção. Se estabelecer um valor, jamais vá além dele, pois os elementais são sensíveis e se ofendem fácil. Por isso, se prometeu dar cinquenta centavos, dê sempre cinquenta centavos, nem menos nem mais. Se der menos, o elemental vai achar que você está sendo pão duro, e se der mais, ele vai considerar como uma esmola. Vai entender a mente dos bichinhos... Por isso que eu nunca estabeleço um valor. Digo apenas que serão moedas douradas e ponto. Funciona bem para mim e o cofrinho dos meus bakenekos está sempre cheio. Ah! Caso você precise pegar vez ou outra, algumas moedas emprestadas, deixe bem claro que devolverá depois. Diga que é um empréstimo e que você dará outras moedas. Senão o elemental pode achar ruim. Principalmente se for um gnomo, duende ou dragão – seres egoístas e avarentos por natureza - . Nesse caso, pagar com juros seria uma boa ideia. Vantajosa para ambos (antes que pergunte onde está a sua vantagem, eu digo, o elemental pode te trazer um pouco mais de sorte em agradecimento pela generosidade, isso claro, se você explicar bonitinho para ele como funciona esse lance de juros).

       Nunca mexa no cofrinho ou no porta-joias de outras pessoas, especialmente se desconfiar que a pessoa pode ser um bruxo, afinal, nunca se sabe se ela pediu a um elemental como um gnomo ou uma fada, para vigiar tais pertences. Eu acho que já disse isso antes em A Dança Das Fadas, que fadas adoram vigiar joias das casas onde passam algum tempo.
         Contatar um elemental é como convidá-lo a ser um amigo fiel e leal, um membro de sua família. Ele sempre – ou quase sempre – estará por perto. Podendo vigiar seus pertences e sua propriedade contra gente intrusa e intrometida.
        Enquanto há os elementais que se preocupam com as coisas de seus amigos humanos como se fossem suas próprias coisas, há também aquele tipo de elemental que finge que nada vê e nada ouve... Mas não dá para arriscar, né? O preço pode ser alto. Eu, por exemplo, por mais que me sinta tentada a mexer nas coisas da minha avó, fico na minha porque já tomei cada susto!


     Jamais queime flores ou plantas! Estará ofendendo dois elementais ao mesmo tempo – Ar & Fogo - . Esses elementais têm uma certa rivalidade entre si e por conta disso não se dão muito bem. Deve ser por isso que fadas não gostam muito de gatos porque os gatos estão associados a um elemental do fogo, o Bakeneko. Eu sempre digo isso, mas é importante se lembrar, já que os elementais ficam pior que uma garota em TPM quando irritados (palavra de quem todos os meses parece possuída pelo demônio quando em TPM:p).
     Tome cuidado também para não poluir rios ou fontes, despejando certos líquidos e etc. Não vai querer ofender as ninfas das águas ou as Ondinas... O jeito é jogar chás e sucos pelo ralo da pia mesmo. Melhor que ir naquela adorável fonte do seu jardim e despejar tudo lá. ;)


      É isso! Não me lembro agora se esqueci alguma coisa porque escrever e ao mesmo tempo prestar atenção em Mv's é um pouquinho difícil, mas fazer o quê? É isso ou ouvir o som do vídeo game de quem não se toca que o som de GTA é irritantemente... IRRITANTE! #PartiuQuebrarCabeçaDoIrmão.

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

A ignorância é o pior defeito do ser humano!

        Gente, eu pensei antes de escrever esse post... Não quero constranger ninguém, mas eu percebi que tem gente que ainda precisa estudar MUITO sobre a Wicca e os Elementais! Acreditam que um cidadão de Gotham (viciei em chamar os outros de cidadãos de Gotham porque tô apaixonada pela série da Globo) me disse, todo sim senhor que Gnomos não eram Elementais? Deu vontade de falar para ele, "Meu filho, se Gnomos não são Elementais são o quê então?", mas claro que eu não falei. Seria grosseiro de minha parte. Preferi explicar a ele, no que eu me baseava para afirmar com CERTEZA que gnomos SÃO elementais da Terra, sim! Eddie Van Feu é uma das bruxas mais respeitadas do Brasil e ela estudou MUITO para chegar onde chegou! Ela mesma afirma em vários livros dela como A Magia Dos Gnomos E Outros Elementais Da Terra, que Gnomos são Elementais. E não é só ela! Vários outros estudiosos que entendem do assunto também o afirmam. Até a Wikipédia afirma isso, caramba! Pesquisa no Google ou vai lá e pergunta diretamente para Eddie se achar que estou enganada.
     Eu JAMAIS afirmaria em meus blogs algo que não tenho certeza porque isso não só seria charlatanismo como seria muito feio. Sempre pesquiso bem antes de afirmar qualquer coisa, mas convenhamos, classificar os Elementais em seus Elementos (Ar, Terra, Água e Fogo) é uma coisa básica que qualquer aprendiz de magia deveria saber. Meu irmão Thiago, já aos seis anos, sabia para que servia um círculo, uma varinha e o que eram os Elementais. Se uma criança é capaz de aprender isso, qualquer um também é!
       Outra coisa: Elfos são Elementais Da Terra? Sabendo que eu tenho um blog para cada Elemento específico (um para os Elementais Do Ar, um para os Elementais Da Água, um para os Elementais da Terra e outro para os Elementais Do Fogo), você acha que os elfos estariam num blog dos Elementais Da Terra se eles pertencessem a outro Elemento, como o Ar, por exemplo? Obviamente, não!
      Eu sei o que estou fazendo aqui! Não sou como tantos blogueiros que copiam coisas aqui e ali, e no fim, nem sabem o que estão ensinando aos outros. Eu amo o que faço! Eu sou obcecada por Elementais e desde que decidi estudar sobre eles, tenho os classificado, aprendido sobre o comportamento deles e repassado isso em meus blogs. Meu estudo se baseia em livros e experiências próprias (todo bruxo tem ou terá alguma experiência com Elementais, Deuses ou outros espíritos). Eu não tenho vergonha de falar aqui, que a maioria dos livros que leio sobre Wicca são da Eddie! Ela é minha escritora favorita e não importa o que falem dela! Foram as palavras dela que me deram força quando eu estava tentando me encontrar, anos atrás, que me fizeram acreditar na magia e nos elementais, e deixar de lado o medo de me sentir ridícula. Se um dia, eu encontrar essa mulher pessoalmente, quero abraçá-la e dizer obrigada, mesmo que ela pense que sou louca. E... Eu tô emocionada, agora. Rsrs. Mas é isso! A Eddie escreve com o coração e eu também. Foi ela mesma que um dia escreveu em um de seus livros que o conhecimento devia ser compartilhado, que um bruxo não deveria guardar consigo o que aprendia, que deveria repassar aos outros, é o que eu estou fazendo. 
 
       Eu me sinto plena e completa na Wicca! Encontrei o meu caminho e a Verdade na qual acreditar. Acredito em vida após a morte, em reencarnação... Mas mesmo que nada disso fosse real, mesmo que fosse só uma fantasia... Mesmo que fadas e elfos não existissem, e que voltássemos para o tempo da Inquisição, eu morreria por essa Verdade, pela Wicca, pelos deuses e deusas, e pelos Elementais! Eu iria para o Inferno, feliz porque fui sincera comigo mesma. De que adiantaria viver uma vida de sacrifícios pessoais (negando meus desejos e vontades) e ir a Igreja todos os dias, se eu não sentir no fundo de meu coração que é aquilo que eu quero para mim? Isso seria uma mentira. Não vou mais me enganar. Eu sei o que eu quero para mim e nada nem ninguém vai me fazer mudar de opinião. Quem quiser me seguir, venha! Eu sempre estarei de braços abertos. Se você acredita, seja bem vindo. Se você é só um curioso, bem vindo também. Receba a bênção da Deusa e Das Fadas! 
 
        Mas se você não acredita na nossa verdade, peço, por favor, que respeite-nos. Não fazemos mal a ninguém. Não é pelo ódio que conquistamos as pessoas. É pelo amor. Se você prega ódio, violência e preconceito e zombaria, é tudo isso o que você terá de volta. O nosso grupo é firme e forte! Muitos dos que estão conosco, sabem o que querem e não se deixam intimidar por pessoas ignorantes ou perversas. Aqui, já não estou mais falando daqueles que não sabem nada da Wicca ou dos Elementais. Estou falando daqueles que acham que sua religião é a fodona de todas e a única! Essa gente que bate em quem acredita que há outro caminho além do céu e do inferno.... Isso é mais um motivo pelo qual não vou a igreja. Eu não quero estar entre aqueles que batem em seus semelhantes. Isso é horrível! Também não estou dizendo que todas as igrejas são ruins - o problema não é bem a igreja, mas o fanatismo de algumas pessoas -. Mas tenho visto coisas que me aborrecem muito. Ninguém devia se odiar porque um é gay, o outro é negro e o outro bruxo. Somos todos seres humanos, não somos? Pensem nisso, bruxinhos e não bruxinhos.


Beijos de morango a todos.

Niele.

A Magia Dos Elementais


      Conhecidos também como devas, os elementais são seres da natureza. Apesar de, nos últimos anos, terem adquirido a fama de criaturas boazinhas e protetoras dos animais e da natureza, nem todos são assim. A maioria, na verdade, é bastante neutra e só ajuda um humano se simpatizar com suas ações. Se, pelo contrário, tiverem naturalmente má índole ou não gostarem das atitudes de um humano, são capazes de coisas terríveis.
       Quando falamos de Elementais, lembramos imediatamente dos contos de fadas, das nossas sereias e Mãe D'água em nossa cultura popular. Mas nossas histórias de contos de fadas e folclore geralmente arrastam atrás de si um irremediável final feliz, mostrando como o bem sempre vence o mal. Como já disse, elementais não são exatamente bonzinhos. Em sua neutralidade, chegam muitas vezes a extremos de crueldade e, como possuem uma ética totalmente diferente da nossa, fica muito difícil lidar com eles. Às vezes, mesmo tentando agradá-los, provocamos uma ofensa e perdemos um amigo prestativo sem que saibamos exatamente o porquê. Em algumas histórias narradas em livros sobre encontros de homens com estes seres mágicos, elementais da terra se ofenderam ao receber um tecido de pano fino ou um traje bonito e nunca mais prestaram ajuda naquele local.

      Elementais em geral são atraídos pela arte, por toda forma de arte. Gostam de ver homens pintarem, esculpirem, escreverem e, principalmente, lidarem com a música, sua forma de arte favorita (nos relatos de encontros com Elementais, vemos que boa parte desses encontros se deram quando eles dançavam, cantavam ou tocavam algum instrumento).  Nesse ponto, os artistas levam uma grande vantagem sobre as pessoas comuns. Eles podem sentir aquela força invisível, sensível e poderosa capaz de fazê-los criar grandes maravilhas. Sem essa força, a obra fica sem graça, sem vida, sem viço, uma arte morta. Chamamos essa força de inspiração e muitos a devem a uma Musa. Quem a sente sabe que ela é irresistível e caprichosa, capaz de abandonar até o maior dos artistas bem no meio de seu melhor momento e presentear outro artista com uma única pérola. Quantos cantores você conhece que só fizeram uma música memorável? E quantos autores só conseguiram escrever um único livro?
      
       Os Elementais vivem no que chamamos de Reino Encantado, Mundo Encantado ou Mundo Invisível. Podem aparecer num momento e desaparecer no momento seguinte, deixando a cruel dúvida se realmente os vimos ou se foi um golpe de vista. O Reino Encantado é muito parecido com o nosso, possuindo uma hierarquia semelhante à monarquia. Cada categoria possui um rei e uma rainha, a quem são reportadas as questões do reino. Na literatura pesquisada, não encontrei nada referente à ministros, ou funções intermediárias, embora possamos imaginar facilmente que existam nobres e plebeus. A vida é bastante justa no reino, não existindo pobreza, pois os seres encantados tiram da natureza tudo de que precisam.
          Por viverem em total harmonia com a natureza, os elementais agem como seus guardiões, hostilizando qualquer um que tente destruí-la. Infelizmente, parece que ninguém consegue se equiparar ao homem em poder destrutivo. Com a destruição do meio ambiente, perdemos milhares de animais, plantas, árvores e, é claro, elementais.
           Apesar de imaginarmos que os elementais se afastariam cada vez mais dos homens, em virtude da destruição causada irremediavelmente por ele, o contrário vem acontecendo. Os contatos entre seres encantados e seres humanos vêm aumentando, e embora algumas pessoas pensem que isto aconteça devido ao estreitamento do nosso habitat, devemos esse contato ao momento em que vivemos. Os anjos retornaram para nossas vidas, e eles são os generais dos elementais. Com a proximidade do novo milênio, a Nova Era, como chamam, tornou-se fundamental entrarmos em equilíbrio com as forças do Alto. Como antes, Deus enviou novamente seus anjos, e estes enviam os elementais quando sentem que alguém merece a ajuda da natureza.
          Antigamente, os Rosacruzes se utilizavam do poder dos elementais e Paracelso escreveu muito sobre estes seres da natureza: Durdales ou Dryadas, Salamandras ou Acthnici, Ondinas ou Melosinae, Sildos ou Nenufareni, Gnomos ou Pigmeus.

Elementais no mundo inteiro



    Assim como os Rosacruzes, diversas outras religiões admitem os elementais ou, pelo menos, os mencionam em algum momento de sua história. Na Bíblia, por exemplo, encontramos no Livro de Jasher, LXXX, 19-22. Nesse versículo, lemos a palavra Sulanuth, como uma das pragas lançadas por Moisés ao faraó malcriado. Sulanth é uma categoria de elementais destrutores. Na Pérsia eles eram conhecidos como Daevas, enquanto os gregos os chamavam de Daemons. Na Cabala, tradição judaica, os elementais são situados no mundo de Assiah e são chamados de Klippoth, sendo compostos de quatro classes e atendendo pelo nome genérico de Shedim.
         Os feiticeiros de todas as correntes trabalham diretamente com essas quatro classes. Os egípcios os chamavam de Afrits, algumas etnias da África os denominavam Yawahu, na cultura islâmica são chamados de Djins, no Japão, Oni e na Ásia, Phyes. Os textos sagrados da Índia que contam episódios aparentemente históricos podem ser interpretados como uma viagem feita pela consciência de um homem. No Mahhabharata, Nara (na verdade, Arjuna) luta sozinho contra um exército de Deva-Yonis, categoria de elementais inferiores que todos os aspirantes devem enfrentar em dado momento de seu aprendizado.
         Amuletos (chamados Ishta Kavac) são dados aos discípulos pelos seus gurus para protegê-los nesse momento. Esses amuletos são consagrados a determinado anjo (ou gênio), de acordo com sua utilização. Veja que interessante esse texto da cultura islâmica retirado do livro Amulettes, Talismans Et Pantacles, de J. Marques-Rivière, p. 137, Editions Payot.

    "O Djinn é um ser corporal (Adjâm), formado de um vapor ou de uma chama, dotado de inteligência, imperceptível aos nossos sentidos, que pode aparecer sob diversas formas e realizar penosos trabalhos. O corão (sur. LV, 14) diz que eles foram criados de uma chama sem fumaça e que podem ter parte na salvação. Suas relações com os homens foram oficial e legalmente reconhecidas pelo Islã, e eles participam de certos atos de propriedades, casamento, etc... - Um homem que morre de morte violenta torna-se comumente um Ifrît e assombra o lugar onde faleceu; mas às vezes torna-se também um Djin malfazejo. Uma outra categori de Djûns maléficos está sob a autoridade de Shaitaân ou Iblis, o diabo, o anjo que recusou prosternar-se diante da criação de Deus. Este chefe dos Djûns é hermafrodita; possui órgãos genitais dos dois sexos e fecunda-se a si mesmo".


          Se você quer conquistar a simpatia desses seres fantásticos (os elementais), tenha um bom relacionamento com a natureza em todas as suas formas. Seja gentil e respeitoso, pois uma árvore, uma pedra, um córrego, tudo tem vida própria. Mantenha o coração puro e boa sorte!



Fonte: Texto de Eddie Van Feu, retirado do livro Simpatia Populares, número 23.
Issn 1676-3823   Editora Modus. 


Conheça o blog oficial da autora:
  http://omundodeeddie.blogspot.com.br/

Página Oficial da autora:

 https://www.facebook.com/eddievanfeuoficial

domingo, 19 de julho de 2015

Como os Elementais podem nos ajudar no dia-a-dia

    Eu já fiz alguns posts falando sobre animais e a ligação que eles tem com certos Elementais, mas nunca é demais relembrar o que aprendemos e este post também dever servir para ajudar a solucionar problemas relacionados a animais. 
      Eu sou uma bruxa maluca (novidade) e mesmo que saiba certas coisas, eu acabo esquecendo, às vezes, até que alguém faz com que eu me lembre e eu tipo, penso com meus botões: "É, né? Como eu pude ter esquecido isso?". Enfim, teve um leitor do blog que me pediu ajuda para se livrar de ratos com o auxílio dos elementais. No começo, eu ri e pensei, "ou esse carinha é muito doido ou tá me tirando". Contei a um amigo bruxo meu e ele também achou engraçado. Eu pensei a respeito, mais tarde e me lembrei de minha avó... O que ela pensaria disso? Foi aí que eu percebi que o cara que havia pedido a minha ajuda, não estava me zoando. Ele vive no campo e as pessoas do campo, geralmente acreditam em magia. Pensei em como ajudá-lo e ofereci uma solução. O ensinei a contatar os Bakenekos. Sendo gatos mágicos, eles poderiam apavorar os ratos. E, foi pensando nisso que eu decidi escrever esse post, para mostrar como os Elementais podem nos ajudar a resolver, mesmo os probleminhas mais corriqueiros.

Bakenekos



    São Elementais disfarçados de gatos ou gatos Elementais? Eis a questão. Para mim, eles são os dois. São seres mágicos que assumem a forma de um gato, especialmente, quando querem se mostrar a um humano. No entanto, estes não são gatos comuns. Podem soltar bolas de fogo e raios, causar tempestades e provocar ilusões (Podem parecer um objeto inanimado ou uma segunda lua no céu), além de aumentarem de tamanho e assombrar quem quer que lhe dê na telha. Também, podem reanimar cadáveres. São muito poderosos e podem ser bons ou maus. Os bons são companheiros carinhosos e fieis.
    Podem ajudar os humanos, os protegendo de todos os males e perigos. Trazendo fortuna e afastando roedores e outros bichos nojentos.
    Para conseguir os favores de um bakeneko, você pode contatá-los numa lua-cheia ou Nova. Acenda uma vela branca, laranja ou vermelha - eu prefiro a laranja -. Ofereça a eles, junto com três moedas douradas (de qualquer valor) e uma tigela com um pouco de leite. Faça seu pedido. Depois que a vela queimar toda, jogue o leite em água corrente e enterre as moedas. Quanto a tigela pode usá-la normalmente, ou pode guardá-la, exclusivamente para dar leite ou água fresca aos bakenekos. Eu sempre faço esse ritual e tenho um altarzinho só para eles. Tem até um cofre em formato de maneki neko, no qual eu sempre deposito moedas douradas a eles, em agradecimento pelos favores que eles me prestam.
    Se você tiver cães, não se preocupe. Os bakenekos não tem medo de cães. O único problema é que se você mexer muito com eles, pode acabar atraindo gatos de verdade, o que aí sim seria um problemão. 
     Se você tem um peixinho de estimação, cuidado. O bakeneko poderia se sentir tentado a... Você sabe... Comer um bichinho. Afinal, ele é um gato!

Gnomos & Duendes



    Gnomos são pequeninos e adoráveis. Podem nos ajudar a tomar conta de jardins e hortas, e também proteger a nossa casa. Gostam de ficar na cozinha, sentadinhos em um cantinho no armário, nos observando cozinhar tanto para aprender a culinária humana, quanto para nos ajudar, jogando temperos invisíveis para que nossa comida fique com um sabor delicioso e único. Quer ser uma cozinheira de mão cheia? acenda um incenso ou uma vela para eles na cozinha e peça a ajuda deles para preparar os pratos. 
     Futuramente, quando eu morar sem cães por perto, vou montar de novo um altar para eles na cozinha.

    Os duendes são melhores para cuidar de adegas, mas eles podem sim, cumprir as mesmas funções que os gnomos. No entanto, eu não recomendo muito que os invoque se for uma garota porque esses bichos são muito tarados e eu não sei como se livrar deles. Lembram que eu tinha problemas com elfos? Sabem como eu resolvi? Fazendo um trato amigável, prometendo ser amiga deles se eles fossem gentis comigo. Tem dado certo, mas comparar um elfo com um duende não dá. Um duende é quase como um diabinho, por assim dizer.
       Tanto Gnomos quanto Duendes detestam cães e adoram azucrinar os bichinhos (os duendes, pelo menos). É porque estes animais podem vê-los e entregam onde eles estão. Por exemplo, se seu cachorro parecer um retardado, latindo para o nada, ele pode estar latindo para um espírito elemental, por exemplo. Minha mãe teve um cachorro que vivia latindo para as árvores. Quando ela se livrou dele, eu fiquei aliviada.

Silfos & Fadas


  São quase como anjos da guarda. Podem ser bons ou maus, mas geralmente, são bons. Nos ajudam com bons conselhos, além de trazer inspiração e proteção. Podem ser contatados, através de incensos, recitando a Invocação aos Silfos
    As fadas podem nos ajudar a proteger propriedades, crianças, animais e relações. Afastam a inveja, o azar e o mau olhado. Trazem alegria e beleza ao nosso dia. Também, podem nos inspirar. Quando estiver sem inspiração, experimente acender um incenso às sílfides e desejar inspiração. Pode-se usar velas e incensos para atrair as fadas. Elas gostam de cores claras como amarelo e doces (também de cor clara). Apreciam cantores, escritores, crianças e pessoas bem humoradas. Há uma fada especial para cada situação e você pode e DEVE contatar aquela que vai lhe ajudar exatamente no que você está precisando. Por exemplo, se você precisa de alguém para proteger seus filhos e seus animais de estimação e sua casa, pode pedir a proteção da fada Ban-Tee (não confunda com a Banshee, algumas fadas tem nomes parecidos, mas sua magia é bem diferente uma da outra). A Ban-tee adora morangos frecos com creme.
    Se quiser proteger sua casa de incêndios e roubos, pode contatar Gan - cahn - ock, uma fadinha muito travessa, que se diverte dando sustos nos humanos. Mas, claro que é só brincadeira e ela jamais machucaria alguém.  Gosta de ficar em lugares quentes e beber leite com açúcar. 
     
    Antes de contatar as fadas, você precisa saber que elas não gostam muito de gatos - talvez, não se deem bem com os bakenekos, já que os Elementais Do Ar não se dão muito bem com os Elementais Do Fogo -. Elas preferem cães, mas eu já prefiro gatos porque cães atrapalham muito, por exemplo, se você quiser invocar uma Kitsune (espírito da raposa) não pode se tiver um cão por perto, porque as kitsunes tem medo de cães. Gnomos e duendes também não vão muito com a cara de cães.
     Para saber mais sobre fadas, você clicar no link a seguir e visitar o meu blog A Dança Das Fadas:
 
 

Sereias, Ondinas & Ninfas

 
 
      Antes de mais nada, eu quero deixar bem claro que sereias, ondinas e nereidas não são a mesma coisa. Ok?
     A sereia costuma ser maléfica e carnívora. Há muitas lendas que contam como elas aterrorizavam os marinhos, antigamente.
   A Nereida é uma ninfa do mar, muito parecida, fisicamente à sereia, mas ao contrário desta, ela é benéfica e ajuda as pessoas a se salvarem de afogamentos e também pode ajudar alguém a se livrar do ataque de uma sereia. 
   Ondina é outro elemental da água, muito bela e que, assim como as ninfas (com exceção das nereidas) não possui uma cauda. Habitam as águas doces e podem ser tanto benéficas como maléficas. Podem nos ajudar em assuntos do coração (a acabar com brigas ou a trazer um novo amor ou fortalecer um laço já existente). Possui também o dom da vidência e da cura. 
     As sereias podem nos tornar mais belas e atraentes e se você foi boba e, num impulso, cortou o seu cabelo, não chore mais. Peça ajuda a uma sereia e seu cabelo crescerá forte e saudável. Como? Pode acender uma vela azul, numa Lua cheia ou Nova, pegar um pouco de água no mar e colocar numa bacia. Despetale uma rosa amarela ou branca na água. Junte um cristal de quartzo branco e deixe a água no sereno por uma noite. Se não conseguir água do mar, use água de fonte mineral e sal grosso (quem não tem cão, caça com gato). Acenda um incenso de flores, também e peça às sereias que coloquem sua magia naquela água para que seus cabelos se tornem grandes, fortes e saudáveis como os delas. Antes do amanhecer, coloque a água numa garrafa azul (eu comprei uma garrafa de vidro já azul numa loja e colei umas conchinhas, ficou fofo) e a use algumas gotinhas sempre que for lavar o seu cabelo. No meu caso, eu jogo diretamente na minha cabeça, mas você colocar no seu shampoo ou usar tudo de uma vez, aí é com você.
    Evite ficar sozinho em casa quando estiver com sereias. Principalmente, se você inventar de fazer um ritual na sua banheira ou na sua piscina. Pode ser perigoso... Sabe, você poderia dar de cara com uma cantando, ficar enfeitiçado e se afogar. Eu amo sereias, mas por causa de uma promessa que minha mãe não pagou, eu evito piscinas, rios e afins. Ah, quando prometer algo a uma sereia, sempre cumpra porque ela não esquece e cedo ou tarde vem cobrar o que você prometeu.

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Como cuidar de sua aura e canalizar energia

     Basicamente, a canalização é a extração de energia. Não é uma prática de uso exclusivo de bruxos iniciados e pode ser realizada por qualquer um. Aliás, muitas pessoas o fazem, mesmo que, de forma inconsciente. Por exemplo, quando você está triste e passa um tempo em seu jardim ou ao lado de seu bicho de estimação, há uma troca de energias entre vocês, mas nem sempre quando extraímos energia da natureza damos algo em troca, o que é injusto.
        Antes de realizar qualquer ritual, a bruxa deve se ligar à terra e realizar a troca de energias, ou seja, devolver a Mãe Terra a energia que não lhe serve mais e que está acumulada em seu corpo, em troca de nova energia extra - você sempre deve retirar energia a mais quando for realizar um ritual, porque metade dela se esvai durante o ato mágico -. Por isso, a canalização é tão importante. Sem a energia extra da canalização, você acaba "doando" sua energia vital e se cansando mais fácil. E, dependendo da complexidade do ritual (abrir ou fechar um portal, realizar um banimento de seres ou energias negativas e pesadas, etc) pode ser perigoso. Veja bem, se estiver no meio de um ritual de banimento contra vampiros astrais, eles vão fazer de tudo para te enfraquecer e ao mesmo tempo se fortalecerem. E adivinhe só como eles farão isso? Roubando sua energia, claro! Se um dia, tiver de realizar um ritual desse tipo, aconselho que, antes, peça ajuda a um deus ou deusa bom de briga como Thor ou Badb, a menos claro que você seja um - entre aspas - "caçador"  como os irmãos Winchester (tá para nascer caçadores mais fodas).
  
 
Ninfas

         Cristais e plantas são ótimas fontes de canalização, mas eu recomendo mais os cristais; primeiro, porque eles são próprios para isso, e, segundo, porque, dependendo de quão negativa seja a energia a qual se está tentando expulsar pode comprometer seriamente a vitalidade das plantas e dos elementais residentes nelas (como ninfas, gnomos e fadinhas). Aliás, tem pessoas com uma energia tão ruim que só de chegar perto daquela sua plantinha, ela seca e murcha. Geralmente, magos negros, pessoas carregadas, possuídas ou atormentadas por algum espírito maligno ou entidade (espíritos assim se grudam em suas vítimas - como parasitas que são - e drenam sua energia a todo momento, deixando a pessoa sonolenta, exausta, mal humorada e/ou deprimida).
        Tem muitos bruxos que gostam de "contratar" gnomos ou elfos para cuidarem de seus jardins e hortas, o que é interessante, uma vez que esses seres levam sua tarefa muito a sério, afastando pessoas invejosas, mal intencionadas ou ladras de sua área, com beliscões, arranhões, tapas, mordidas e o que mais eles puderem fazer. Muitos, podem ainda convocar insetos (formigas, abelhas, etc) para expulsar o invasor ou pessoa indesejada (é neguinho, vai entrando assim no jardim e uma bruxa, não!), mas ele nunca atacam o dono da casa ou a pessoa que os contatou, a menos, é claro, que este invente de destruir o jardim. Eu nunca consegui subornar um gnomo para ser meu jardineiro e os elfos que conheço são meio preguiçosos!
     Como nem sempre é possível contar com a colaboração de um elemental, você pode sempre recorrer aos bons e velhos cristais. Experimente colocar ao menos um em cada vaso de planta... Se devidamente consagrado, ele pode proteger e fortalecer a planta, além de aumentar o poder da ninfa, fauno ou o que seja que habite as plantas, arbustos e árvores de sua casa.
        Já num ritual, você usar um daqueles cristais que vem com um cordão, próprio para usar no pescoço durante essas ocasiões; ou colocar um cristal em cada direção (Leste é Ar, Oeste é Água, Sul e Fogo e Norte é Terra) correspondente aos 4 elementais, no círculo mágico. Ou ainda, pode canalizar energia diretamente deles, mas creio que funcione melhor se os cristais ficarem presentes na hora X.
 

Vamos falar um pouquinho de aura?

Nicole Kidman em Da Magia à Sedução

 

    Também é possível canalizar energia de outras pessoas. Basta tocá-la ou estar de posse de algum objeto pessoal dela (seria perfeito algo que a pessoa use com frequência como um anel, uma pulseira, um brinco, etc). Lembrando que você deve ter a permissão da pessoa, caso contrário, você estará roubando a energia dela, e bruxos do bem jamais tomam algo sem permissão. No momento em que você escolhe roubar energia dos outros, uma "sombra" enfraquece sua aura. Lembra quando a Branca decidiu dar uma de pagar Regina (sim, estou citando OUAT) na mesma moeda e uma mancha negra surgiu em seu coração? É quase a mesma coisa. 
         Todos nós temos uma aura quase tão luminosa quanto a das fadas. Porém, essa luz é visível apenas aos seres espirituais ou aos bruxos que tem o dom de ver auras. Quanto mais praticamos o bem (ou seja, ajudamos os outros e a nós mesmos e procuramos nutrir apenas bons sentimentos como o amor, a compreensão e o perdão) mais iluminada e forte fica a luz de nossas auras. E os seres de luz como anjos e fadas se sentem atraídos por pessoas assim e querem estar sempre por perto, orientando, protegendo e guiando-as para que sua luz não se apague. 
         Já os seres ruins que tem pouca ou nenhuma luz não suportam tanta "luminosidade" e saem correndo como o diabo foge da cruz.
 
 
          Manter uma aura iluminada não é uma tarefa fácil. Somos humanos e sempre somos postos a provas e vencer as tentações é difícil. Quando sentimos raiva de alguém, a luz de nossas auras se enfraquece... Quando perdemos a humildade e nos tornamos vaidosos ou orgulhoso - Vaidosos a ponto de nos acharmos melhores que os outros; e, Orgulhosos a ponto de, mesmo reconhecendo nossos erros não termos a humildade de pedir perdão -, tudo isso faz nossa luz se apagar aos poucos.
          Um humano sem luz é como uma fada sem asas ou uma sereia sem cauda... Um ser inquieto, sem brilho, sem paz, sem amor e alegria de viver. Alguns, quando perdem sua luz ou "suas asas" tornam-se maus, frios, vaidosos (no pior sentido da palavra) e rancorosos. Outros, mais sensíveis, se sentem tão vazios e incompletos que acabam tirando a própria vida... Atiram-se de um penhasco, crentes de que que, no último instante suas asas surgirão e se libertarão, mas tudo o que encontram ao fim da queda é frio, escuro e vazio... E depois disso o que vem é pior. Por isso, não importa qual seja o seu problema ou quão profunda seja a sua ferida, nunca desista de sua vida! NUNCA! Viver é um privilégio e muitos anjos e fadas dariam qualquer coisa só para serem humanos e sentir alguma coisa de vez em quando... Recupere suas asas! Recupere sua luz! Há tanta coisa bonita lá fora...
 


    E como recuperar a sua luz? Em primeiro lugar, afaste de sua mente, de seu coração e de sua vida tudo o que lhe causa dor, raiva ou aborrecimento. É um objeto? Jogue-o fora. É o colégio? Procure um que seja mais agradável. É o trabalho? Arranje outro. O marido, a namorada? Arranje um amante! Brincadeirinha! Haha. Avalie a situação e se houver mais contras que prós, se separe. Para que continuar ao lado de alguém que não te faz mais feliz? Isso é tolice!
          E quanto ao ex e/ou amor não correspondido, doí? Doí! Mas certas coisas, simplesmente não são para ser. Tenha um pouco de amor próprio! Saia com os amigos, conheça pessoas interessantes e PARE de perseguir seu ex! Puxa! Como é que você vai esquecê-lo, vigiando a timeline dele no Face? Aí, fica difícil. Fora que é masoquismo!
          Aprenda com seus erros e tente não cometê-los na próxima! É simples! Como andar de bicicleta... Você cai, às vezes. Mas é só levantar e seguir em frente, mais atento. Nem tudo é o fim do mundo! Adolescentes são muito emotivos e exagerados - eu pelo menos, fui assim -. Terminou com o namorado, quer morrer! Brigou com a BFF, quer morrer! Ficou sem mesada ou de castigo, quer morrer! Falta de vir aqui levar uns puxões de orelhas da tia Dani! Hunfp! >:/
         Qual o problema com essa geração que é tão pouco otimista? É falta de fé numa crença maior como num deus ou deusa. Tenho observado que pessoas que não adoram (adorar é mais que acreditar, é louvar, é honrar, glorificar) nenhum deus ou deusa são mais infelizes e sem esperanças - claro que nem todo mundo é assim, mas muitas pessoas o são - de um amanhã melhor. Por isso, escolha um deus ou deusa que lhe agrade, que tenha ficha limpa (alguns deuses como Zeus e Apolo tem um histórico muito sombrio e violento, por isso, sempre pesquise melhor as mitologias antes de contatar qualquer deus ou deusa para não tomar um susto depois) e que lhe inspire confiança (vale Jeová - o deus cristão) e bora ter fé! E se em qualquer momento decidir que a Wicca não serve para você, de boa... Existem outras religiões e cada um sabe o que é melhor para si e o que lhe faz bem. Eu me sinto bem na Wicca e funciona para mim. O importante é você se sentir bem consigo mesmo.


Como canalizar energia

    Provavelmente, você vai encontrar inúmeras formas de canalizar energia - algumas fáceis, outras não tão fáceis - e todas são válidas, mas vou deixar um exemplo aqui. Lembrando que você mesmo pode criar sua base para isso.
      Canalizar energia exige a habilidade de Visualização (pode-se ativá-la através de prática constante, abrindo o seu 'terceiro olho' ou ainda, com o auxílio de um elemental - uma kitsune seria perfeita para isso), portanto, se você ainda não domina essa técnica, recorra aos cristais que bem mais fáceis de manipular.

1 - Inspire e respire até relaxar.
 
2- Se for um objeto, segure-o com força e visualize a energia dele indo para você (no caso de o objeto pertencer a outra pessoa, pense nela e em qual energia em particular dela você deseja absorver, Força, Alegria, Poder, etc).
    Pode visualizar a energia em uma cor particular. Por exemplo, pode visualizar a Força na cor vermelha e o Poder na cor roxa ou preta.
        Tente sentir a energia fluindo através de você.
Se for experiente ou "sensível" sentirá o efeito da energia sob você, tão logo a absorva.
       Só tenha cuidado quando for absorver a energia de certas pessoas, porque, dependendo da quantidade que você absorver, essa energia pode demorar algum tempo (às vezes, semanas) antes de se esvair por completo de seu corpo. Pegar energia de alguém é como pegar roupas íntimas emprestadas, por isso, cuidado! Pense em que tipo de energia você não gostaria de sentir circulando em seu corpo. 
     Se a pessoa que lhe "doar" energia for uma pessoa desequilibrada (se estiver em desarmonia com os elementos ou depressiva, etc), você sentirá os efeitos disso em você. É uma consequência, um preço a se pagar. Tem suas vantagens e suas desvantagens. Acho que a única vantagem - além da proposta inicialmente - é que, assim como você absorve o pior da pessoa, também, pode absorver o seu melhor. Por exemplo, se ela tem o dom da clarividência, enquanto a energia dela estiver circulando por seu corpo, será possível que você ouça vozes ou veja ou sinta coisas. Mas isso, só enquanto  energia dela estiver em você.

3- Para canalizar energia da terra, coloque suas mãos sob o solo e "puxe" a energia, visualizando a entrar em seu corpo a cada inspiração. Se quiser se livrar da energia, é só fazer ao contrário e, o invés de visualizar que está absorvendo-a, visualize que está entregando-a a terra, mentalizando que os excessos estão se esvaindo de seu corpo e você se sentirá mais leve.

4- Também é possível absorver energia através do Ar, o Prana. Basta ficar ao ar livre e inspira e respirar várias vezes enquanto visualiza que está absorvendo a mais pura energia.

     No fim, canalização não é um nenhum bicho de sete cabeças e é tão simples que espanta! ©

segunda-feira, 8 de junho de 2015

Porque aquele elfo é meu!

 

    Semana passada eu comprei o último DVD de O Hobbit e faz dias que quero escrever esse post, contando o que achei do filme. Eu amo Senhor Dos Anéis e, claro que não poderia deixar de ver O Hobbit. 
     Confesso que, quando vi o primeiro filme, não gostei muito porque tinha poucos elfos e muitos anões. Pense em uma pessoa que não é muito fã de anões... Eu passei o filme todo aguardando ansiosa pela aparição de Legolas. E quando ele apareceu estava mais metido que nunca, e para meu espanto, ele finalmente conseguiu se sujar um pouquinho e ganhou uma manchinha na testa. É de se impressionar que ele nunca se suje ou se despenteei. Ok que ele é um elfo, tem poderes e tal, mas ele é um ser físico e se move... Como aqueles cabelos continuam perfeitos? Como aquela roupa continua bem passada e o que dizer sobre as flechas que nunca acabam? Rá! No último filme da trilogia de o Hobbit, as flechas dela se acabaram e podemos vê-lo usando espadas (para mim, foram espadas, então não me corrijam!). Isso eu gostei... Gostei de Legolas ter sido menos perfeito!
       Sobre a Tauriel, eu amei ela! Achei ela linda e tudo o mais, MAS.... Essa elfa me causou muita aflição! Não! Se vocês tivessem ao meu lado quando assisti o filme, ririam de mim. Eu amei e ao mesmo tempo odiei ela. Desejei sua morte, mas ao mesmo tempo torci para que ela sobrevivesse e até chorei com ela quando Kili (tá certo o nome do baixinho?) morreu! Meu problema foi o mesmo de quando assisti O Senhor Dos Anéis, eu fiquei morrendo de medo de Legolas pegar essa elfa. E juro por deus, quando eles demoraram a chegar para a grande batalha, coisas pervertidas passaram pela minha cabeça... Eu não estava nem aí se todo mundo ia morrer ou não. Eu estava crente de que o Legolas e Tauriel estavam brincando de papai e mamãe no alto das montanhas e pronto! Eu fiquei obcecada com isso e torcendo para o infeliz do Kili sobreviver. Quando ele morreu, eu chorei pakas e pensei: "Daí o Legolas consola ela e eles se casam e foram-se as minhas esperanças de um dia, encontrar um lâmpada mágica e desejar ir para o universo deles". kkkkkkk. Mas, para minha sorte, Legolas deixou Tauriel e foi atrás de Passolargo porque ele gosta é de macho. Opa! Não, eu quis dizer é que... Deixa para lá!
      Eu preciso dizer que me apaixonei por aquele hobbit fofo, covarde   valente e ladrão? Se eu não amasse tanto aquele elfo fodão, enfiava o baixinho num saco e trazia para a casa (mesmo sabendo que depois ele fica velhinho). Haha.
        Dos três filmes, esse foi o melhor! O mais emocionante, o mais divertido e o mais tudo! Claro, não se compara com a trilogia de O Senhor Dos Anéis, mas é muito bom. Eu recomendo a quem ainda não assistiu. Aliás, você aí que nunca assistiu nem O Senhor Dos Anéis, acorda para a vida, amiguinho e assiste de uma vez! Você não vai se arrepender! É impossível não se encantar com os hobbitses, não se fascinar com os elfos, não temer o dragão, e não amar todo aquele universo. Honestamente? Se você não gostar de O Senhor Dos Anéis ou de O Hobbit, você nunca vai gostar de elfos... Não como eu gostei!
          É verdade que, na realidade, os elfos não são como na ficção, mas uma coisa puxa a outra. Veja bem, se você gosta de fadas é porque leu ou viu filmes sobre elas... A mesma coisa com elfos! Você tem de sentir o "falso" encanto para saber se gosta ou não. Você tem de ter uma ideia mesmo que vaga do que são elfos. Do contrário, quando ver um não vai nem se dar conta de que o que está diante de você é um elfo. Vai pensar que um fantasma ou demônio, que é o que as pessoas comum pensam quando veem um espírito. O que elas não sabem ou se esquecem é que demônios só aparecem a quem os invoca e fantasmas não podem ficar zanzando por aí quando bem entenderem. O mundo astral está cheio de regras (porque sem regras tudo vira um caos) e os espíritos tem de segui-las! Por isso, eu aconselho que abra a sua mente. Leia, assista filmes mas não acredite em tudo o que lê ou vê. Há uma certa verdade mascarada nos filmes, mas está bem escondidinha... Quase insignificante. Quer um exemplo?  Em As Crônicas De Spidewick, aquele lance do mel apaziguar os gnomos é verdade. E lembra daquele pedra com um furo no meio (em Coraline, também aparece uma pedra semelhante) que permitia ver os Elementais? No famoso Tabuleiro Ouija, é usada uma pedra semelhante. Isso também é verdade. Estou preparando um post que vai falar mais sobre as verdades ocultas nos filmes e livros. Sai em breve! Daí, vocês vão entender melhor sobre o que estou falando. ;)

      É isso, meus lindos!
Até o próximo post!

domingo, 22 de fevereiro de 2015

E agora essa.... Elfa Niele?!

    Pô, cara! Maior sacanagem essa! 
Desde pequena sempre adorei o apelido Niele e, inclusive, fiz dele o meu apelido. Agora, descubro que tem uma elfa safada (de RPG) com esse nome! Cara, eu odeio os elfos! Que ironia essa! Vou pensar em um novo apelido depois de uma dessas.

    Niele é uma bela, exuberante e divertida elfa, que ficou conhecida como uma das mais poderosas magas de Arton. Sua aparência marcante, com cabelos azuis, longas orelhas e alguns dos maiores "atributos" do mundo tornaram-na famosa na cidade de Malpetrim, em Vectora e em vários outros lugares. Niele veste-se de forma exótica, apenas com tiras de couro e anéis de metal, e seu jeito espalhafatoso espalha animação por onde ela passa. Ela contraria em muito o estereótipo amargurado de sua raça, resistindo às dificuldades com alegria.

    Niele carrega um cajado misterioso, que traz uma grande pedra preciosa na ponta. Essa pedra, a real fonte de seus poderes, é na verdade o poderosíssimo artefato Olho de Sszzaas - parte do corpo do próprio Deus da Traição! Portanto, Niele não possui quase nenhum poder próprio; é apenas uma impostora muito talentosa.

Niele se envolveu na busca pelos Rubis da Virtude, ajudando seus amigos Sandro e Lisandra. Os Rubis da Virtude eram necessários para ressuscitar o grande herói conhecido como "o Paladino" - o qual, por alguma razão, Niele odeia.

Niele possui um passado misterioso que envolve a queda de Lenórienn.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Sobre as novas Tags do blog

    Bom-dia, bruxinhos queridos?
Já receberam uma resposta da carta que enviaram a Hogwarts? É... Eu também não, mas continuo esperando. kkk.

    Reparam que as Tags nos marcadores do blog diminuíram? Pois é, eu dei uma reorganizada para não continuar feio do jeito que estava. Agora, vai ficar mais fácil navegar pelas páginas do blog! 
    São 13 (o número mágico das bruxas) categorias principais ao todo e vou explicar logo mais o que encontrará em cada uma.
    Vamos lá! Não seja preguiçoso!

1- Elfos


Nessa categoria de nome não tão adorável, você encontrará todos os posts relacionados a criaturas de nome também não tão adorável!

2- Duendes


    Nessa categoria, obviamente você encontrará todos os posts relacionados a... Adivinhe?!

3- Gnomos


  Uma de minhas categorias favoritas, que falará sobre.... Ah, você já sabe!

4- Relatos


   Essa é uma categoria onde você pode participar, me enviando seu relato para que eu o poste aqui no blog. Atualizado com frequência. Aqui, você lerá experiências de outras pessoas com Elementais. Acredite, você não está sozinho!

5- Feitiços & Rituais


   Todos os feitiços e rituais, incluindo os que envolvem elfos, gnomos e etc estão aqui. Preces, Invocações e dicas de como montar seu altar, também.

6- Calendário Mágico


    Solstícios, Equinócios, Sabbats & Esbatts, enfim... Dias mágicos e Horóscopo se encontra aqui.

7- Música & Vídeo


    Eventualmente, qualquer dica de música para atrair os Elementais da Terra, aparecerão aqui.

8 - Outras criaturas


    Sabe aqueles monstrinhos que pouca gente se lembra... Tipo, Troll, centauros e goblins? Então, agora, você sabe onde eles se escondem!

9- Pesadelos Recorrentes


   Aqui, se encontram arquivados alguns de meus sonhos com elfos, além de outros posts relacionados a sonhos e distúrbios de sono.

10- Elfland


    Se encontra aqui informações relacionadas a morada dos elfos.

11- No caldeirão da bruxa


   Receitas mágicas com a energia dos Elementais para servir em momentos especiais.

12- Papo de bruxa


    Coisas relacionadas a Wicca e a magia no geral.

13- Desconcertando


   É um misto de bizarro e engraçado com curiosidades. Uma mistureba louca que só vendo para crer!

    Viu só? Você chegou até aqui! Agora, você já sabe como se virar!

Beijos.
Fui!