sábado, 8 de novembro de 2014

Jurupari, o demônio dos sonhos

 
     Na mais conhecida das duas lendas, Jurupari seria na verdade o deus da escuridão e do mal, que visitaria os índios em sonhos, assustando-os com pesadelos e presságios de perigos horríveis, impedindo, entretanto, que suas vítimas gritassem - o que por vezes causava asfixia. Esta é a mais "provável", já que o significado da palavra Jurupari seja algo como aquele que cala, que tapa a boca, ou ainda aquele que visita nossa rede. Os jesuítas estimularam esta versão da lenda, alguns mesmo dizendo que foram eles que a criaram, sendo imediatamente aceita pelos indígenas, ávidos por uma explicação sobre o porquê de terem pesadelos. Para Câmara Cascudo (o.c.), essa concepção de criatura dos "pesadelos" é um amálgama de lendas europeias e africanas, inventadas pelas amas-de-leite para o controle do comportamento das crianças.
Por vezes é visto como um caboclo medonho que está sempre rindo, aleijão de boca torta, sendo muito o cruel e vingativo. Em algumas culturas indígenas, é descrito como uma cobra com braços; em outras, como um índio comum dotado de grande sabedoria e poderes divinos. Já foi descrito como um bebê invisível, ou simplesmente como uma "presença" (espírito).

      Em alguns dos mitos que envolvem o jurupari, esse herói morre queimado, e das suas cinzas nasce a palmeira de paxiúba (Socratea exorrhiza), uma árvore de cuja madeira são feitos os instrumentos juruparis tocados nesse ritual. Entre os índios tucanos, a flauta (simiômi’i-põrero) é feita da madeira do uacu (Monopteryx angustifolia). Segundo Piedade,é um instrumento sagrado que tem som de trovão, tendo sido utilizado pelos homens para recuperar os instrumentos juruparis que as mulheres haviam roubado.

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Proteção contra os inimigos invisíveis

   A proteção é muito importante para nos sentirmos seguros, saudáveis e em harmonia. Como o mundo invisível é muito grande e extenso para o conhecermos por inteiro, devemos ao menos ter consciência que nele vivem entidades boas e ruins. As boas se manifestam na beleza e na harmonia, seja em um local ou em uma pessoa. As ruins se manifestam da mesma forma, só que em desequilíbrio, feiura e desarmonia.
   Uma pessoa sadia, bonita e alegre, tem uma ligação positiva e isso traz positividade para a vida dela. Entretanto, se essa mesma pessoa se sentir fraca e desconfortável em qualquer lugar que esteja, está sendo atrapalhada por más vibrações. Como as forças do astral são superiores, o que as torna invisíveis, temos que estar sempre em sintonia, porque apesar de não podermos enxergar estas vibrações, podemos senti-las.
   Quando nos sentimos mal, como se uma energia ruim pairasse sobre nós, pode ser uma forma de ataque espiritual. Aí, você pergunta: "O que é um ataque espiritual?".
    Um ataque espiritual é quando entidades, espíritos ou até pessoas fazem mal a você, através de magias e feitiços para atrapalhar sua vida. Pessoas desligadas, ou sem fé, podem até achar que este mal-estar é uma doença física, do corpo, mas nem sempre remédios farmacêuticos podem curar esse mal.
    Os sintomas desse tipo de ataque basicamente são: desconforto, desânimo, cansaço e infelicidade, sem nenhum motivo concreto. Fazendo com que você fique perdido, sem vontade de fazer nada e parecendo um morto-vivo; enquanto as coisas ao seu redor acontecem você não sabe o que fazer. Porém, para você se sentir melhor e isso não mais acontecer existem muitos e variados métodos, bastante eficientes de proteção, limpeza e harmonização. Mas alguns passos básicos são necessários:
  1. Tente eliminar as coisas velhas e quebradas de sua casa. Afaste o negativo começando por seu lar. Tire todo o pó, poeira, e sujeira que aparecer, deixe a casa bonita e enfeitada, isso ajuda a afastar todas as más vibrações do ambiente.
  2. Procure acender incensos de ervas como arruda, alecrim, benjoim e mirra pela casa, no centro ou no jardim, trazendo boas influências e faça uma limpeza simples, enquanto você prepara o espaço físico. Não esqueça de comidas estragadas e podres: jogue no lixo.
   A partir deste processo, você começará a mudar; mudar para melhor: melhor em felicidade, disposição e vontade de levantar e viver o dia de hoje.
    Agora, chegamos a segunda etapa. Nela você descobrirá o que se pode ou não fazer em uma magia de proteção:

  1. Em primeiríssimo lugar, tenha os instrumentos necessários (procure não substituir os materiais pedidos, pois muitas vezes, ao invés de ajudar eles podem atrapalhar).
  2. Faça sua magia ou ritual em uma noite em que a Lua seja propícia, a fase ideal para a proteção é a cheia. Caso seja necessário que seja feito durante o dia, procure fazer algumas horas antes de anoitecer.
  3. Não se deve realizar mais de uma vez a mesma magia, durante os três próximos dias da sua realização. Uma vez bem feita é o suficiente.
  4. Procure colocar cristais e flores por perto no seu ritual, isso atrai os elementais da natureza, como as fadas e os gnomos, ajudando a fortalecer seu ritual.
  5. Mantenha o pensamento confiante e positivo antes, durante e depois do ritual e de sua magia funcionar, e deixe sempre o local limpo e harmonioso.
  Existem vários métodos de proteção. Uma dica é sempre manter o equilíbrio entre a Divindade e você: faça sempre suas orações, tenha fé e confie que você está atento a tudo ao seu redor. Facilita muito nosso jeito de ser e agir no dia-a-dia.
    Agora, seguem bons feitiços e magias simples e complexas, para várias situações em especial, vejam quais são elas:

Defesa íntima


   Para proteger seu quarto de maus espíritos e más vibrações, ferva pétalas de uma rosa vermelha, juntamente com folhas de limoeiro, em 1 litro de água, em uma panela de ferro (ou no caldeirão). Deixe esfriar por uma hora e depois borrife pelos quatro cantos da cama onde você dorme. Isso transforma seu sono e seu quarto, seguro e protegido.

Ramalhete protetor


   Faça um ramalhete com as seguintes flores: rosa amarela, calêndula, crisântemo e girassol, junto com galinhos de louro e alecrim. Você terá um excelente amuleto de proteção que poderá ser pendurado ou colocado num vaso com água, na entrada da casa, no seu quarto ou cozinha.

Cruz de canela


   Dois pedaços de canela em pau, colocados em forma de cruz, segurados por uma fita vermelha na porta, atrás da escrivaninha, no lado voltado para a parede, formam um bom amuleto para o seu local de trabalho. A canela é consagrada ao Sol e afasta as trevas.

Fórmula para neutralizar energias negativas de um local

Você vai precisar de:

1 pote de vidro ou cristal
sal grosso (quantidade que encha o pote)
Anilina azul comestível

Coloque o sal grosso em uma bacia qualquer e pingue sobre ele algumas gotas de anilina azul. Mexa e agite a bacia de modo que todo o sal fique colorido pela anilina. Em seguida, transfira o sal colorido para o pote de vidro ou cristal. Agora faça uma imposição de mãos e uma oração que afaste o mal (pode ser o Pai Nosso).
   Use-o como se fosse um objeto de decoração e, quando o sal derreter ou parecer diferente, jogue-o em água corrente e prepare outro para substituir. Faça esta simpatia a cada três meses.

terça-feira, 4 de novembro de 2014

O Guardião dos sonhos

http://www.fundoswiki.com/Uploads/fundoswiki.com/ImagensGrandes/grande-cavaleiro.jpg
Beem... eu sonhei q fazia várias coisas e estava andando sempre de carro (um sonho meio q sem pé nem cabeça). Só começou a ter sentido quando entrei em um restaurante. Os detalhes eram vermelhos, na primeira pensei estar em um restaurante chinês, mas depois pensei a respeito e ate agora não sei. As vezes eu penso, será que fui no inferno?? Kkkkkk.

 Descia uma escada para chegar lá! Era como se fosse subterrâneo, (por isso a minha conclusão kk). Chegando lá, avistei um rapaz me observando, e eu desci a escada e ele me olhando sempre. Eu pensativa, me perguntava "será que estou muito feia ou atraente demais??" kkk.

Tudo corria bem, eu estava sentada em um banco e quieta pensando "porque será que ele está me olhando sem parar?"
    De repente, meus pais que me acompanhavam desde o início desapareceram!! Aos poucos todos foram desaparecendo, eu nem me dei conta na hora (ok, sei que às vezes sou tonta nos meus sonhos) voltando...  Quando quase todos já se foram, só ficará eu e o tal observador. 
Desceu as escadas uma mulher, ela flutuava (não tinha pés, como se fosse um fantasma), sua roupa era comparada as deusas gregas (linda, parecia surreal) porém sua cara era de medusa (serio kkkk).

 Ela me olhava de uma forma diabólica. Mas não senti medo e nem sei como isso foi possível, já que qualquer pessoa em meu lugar estaria tremendo! Eu a encarei tbm, sem medo olhava para a cara dela, confusa. Tentando entender porque ela continuava me encarando.
    A medusa (vou chamar ela assim, já q era tão... bonita!! Cof cof) veio em minha direção, me olhando fixamente. O cabelo era estranho, não eram serpentes, mas também não reparei direito como era. Talvez pelo fato do sonho estar meio embaçado, só sei que tinha vida e se mexia. Eu não sei como fiz, mas tinha um cachorro do meu lado e um homem que ainda estava no "bar" (restaurante sei lá), eu consegui lançar uma espécie de magia para proteger eles (eu chamei de barreira protetora, ou escudo mágico, não me pergunte não sei de onde veio esses nomes). Eu sentia que ela era má e, por isso fiz isso , não sei como.

 Quando estava a 1 m da minha frente, ela disse alguma coisa, eu lembrava o que ela me falou no sonho, mas agora eu não lembro mais. Parecia algo como: 'Alguma coisa... fadinha'. Só lembro da 'fadinha', que foi o que mais me chamou atenção!!
    Ela soltou então, uns bichinhos, que voavam (os que estavam na cabeça dela), eram azuis, os dentes afiadíssimos e eram maus.
    Nessa hora, o garoto que me olhava tirou uma espada e levantou, me protegendo, mais mesmo assim, eram muitos bichos e um deles me mordeu. Eu adormeci, a "medusa" sumiu rindo, com aquela risada que ecoava. Lembro que ele me pedia para acordar!!

Eu então falei telepaticamente para ele fazer um antídoto para que eu pudesse acordar!! Não me pergunte, não sei da onde saiu a ideia de antídoto!!

 Eu acordei, estava deitada em um sofá, que tinha no restaurante nessa mesma hora, a "medusa" voltou e eu estava fraca ainda, a minha roupa era comprida e lilás. Eu usava uma coroa, não sei se era coroa, mas era linda. E pedia para eu ir embora daquele lugar!! Nessa hora eu acordei, eu estava com uma sensação estranha, sabe quando você  sente que aquilo realmente aconteceu?

E aquele rapaz, garoto sei lá, não sabia quem era mas senti que ele não era mau!!
 Só falta ser um elfo..... kkk que hilário, um elfo me proteger?? aqueles orelhudos que ficam naquele submundo, que me fizeram acordar assustada igual a uma louca. Hum, odeio eles!! Só me faltava isso kkkkk. Bom.. quanto a magia que eu fiz... como fiz?? Me pergunto toda hora, como consegui criar aquela barreira para protegê-los?!!

     Acredite fiquei muito intrigada com aquela medusa horrorosa e aquele rapaz. Vc assisti rebelde mexicano? Ele tinha mais ou menos a mesma idade dos meninos de rebelde,  ou algo próximo!!

------------------------------------------------------------------------------------------------------

   Esse sonho foi enviado por Vitória Fernandes, uma seguidora do blog.
     
       Já teve algum sonho estranho com Elementais também? Quer vê-lo postado aqui no blog? Envie um email para mim: minhafadaniele@gmail.com
 
---------------------------------------------------------------------------------------------------------
 

   O que eu acho do sonho de Vitória: 

 

   Sem dúvida alguma, este ser elemental que ela viu em seu sonho, trata-se de um Guardião. A princípio, eu estava certa de que tratava-se de um Silfo, por causa da espada que ele estava portando. Elfos em geral, usam arco e flecha. Espadas são mais usadas por elementais do Ar como silfos e fados. Mas, conversando com Vitória, ela me disse que nunca tinha invocado silfos e que estava quase certa de que poderia tratar-se de um elfo da luz (um elfo do bem). 
    Este não foi o único sonho que Vitória teve com este elemental misterioso. Ao que tudo indica, ela tem sonhos recorrentes com este e outros elementais. 
   Aconselho à Vitória que crie o hábito de postar seus sonhos em um Diário Dos Sonhos para consultas posteriores. E também para poder detalhar um perfil dos personagens que ilustram seus sonhos, mais ou menos, como eu fiz. É importante saber quem é quem em seus sonhos recorrentes para reconhecer nossos aliados e nossos inimigos. O plano Onírico é confuso, complexo e ainda inexplorado, mas podemos fazer a nossa parte para compreendê-lo e compreender a nós mesmos, o nosso subconsciente, o nosso EU interior. 
    É importante manter um bom relacionamento com nossos aliados ou guardiões, pois são eles que nos protegem enquanto dormimos e evitam que tenhamos sonhos ruins (pesadelos), além de afastar os maus espíritos (ou parasitas que se nutrem de nossas energias enquanto estamos sonhando, são Vampiros Energéticos ou Vampiros Oníricos).
   Aconselho que, mesmo os que não são cristãos, que se habituem a fazer uma prece antes de dormir, se para Hipnos e Morpheus ou para a Ave Maria, não importa! Depende de quem você devota toda a sua fé. Eu, por exemplo, sempre oro preces celtas e católicas antes de dormir. E ambas funcionam muito bem para mim. Se bem que, sempre que durmo sem pedir a benção de Morpheus (deus grego do sonho), acabo tendo um pesadelo daqueles.
   A seguir, uma prece que recomendo a todos para se ter noites tranquilas:

Ter sono tranquilo


Minha alma vai estar por alguns instantes com outros espíritos.
Venham os bons ajudar-me com seus conselhos.
Faze-me, meu anjo guardião, que, ao despertar, eu conserve durável e salutar impressão desse convívio.