domingo, 27 de abril de 2014

Do Céu, fui direto para o inferno


25/12/10 - Natal

* Texto retirado de meu diário dos sonhos.

  Essa manhã, sonhei que eu estava em uma sala branca cheia de luzes brilhantes e coloridas.
Eu estava muito feliz. Rindo à toa.
Havia uma música (cantada por uma mulher) suave tocando. Mas, eu não via nem rádio nem nenhuma mulher cantando. Apenas ouvia, como se a música viesse do ar ou sei lá.
  Eu estava cercada por belos e luminosos anjos. E eles dançavam graciosamente.
Havia um anjo em especial (que aparentava ser apenas alguns anos mais velho que eu), que dançou comigo. Foi muito legal. Parecíamos todos irmãos. Infelizmente, eu me afastei um pouco dos anjos e de repente acordei.

  Depois eu dormi mais um pouco, já que ainda era muito cedo. E pra quê? Fui direto para o inferno.
  Enquanto andava por uma rua solitária, Alfie me surpreendeu e me segurou pelo braço. Ele me encarou com aquele maldito olhar autoritário e tentou me convencer de que eu tinha de ficar com ele.
Dei um fora e tanto nele e ele ficou sem graça. Fui embora!

Brinquei com Freddie e seus bichinhos da vez, que eram gatinhos que ele tinha encontrado sei lá onde.
 Depois, eu me afastei de Freddie e flagrei o Alfie deitado em uma cama, chorando (será que o fora que eu dei nele doeu tanto assim? RsRs). O que eu vi de lenços no chão foi um absurdo.
Eu voltei para brincar com Freddie. Marina veio até mim e disse que Alfie havia conhecido uma garota na ponte e que estava afim dela. Enquanto Marina falava me mostrava um tipo de visualização. Nesta visualização, Alfie queria ficar com a garota, mas ainda tinha esperanças de me reconquistar (que inocente...). Eu via ele, na visualização se aproximando da garota e sussurrando coisas bem obscenas no ouvido dela. O cara não sabe nem paquerar uma mina!
  Eu espero que ele fique mesmo com essa suposta garota e me esqueça!

 Copyright © 2014

0 comentários:

Postar um comentário